« Home | Lorena Pequena, singela beleza,Pureza, estrela. Br... » | O natal e a arte de criar A prefeitura municipal ... » | Tefé, cultura, governantes e governados Em meio a... » | Verão tefeense – paraíso ou pára com isso? » | Um olhar Teu olhar tão puro Tão singelo Fez-me en... » | Esta poesia é uma dedicação especial à minha filho... » | TEMPO DE ELEIÇÃO O cenário político brasileiro f... » | ASAS DO ESQUECIMENTO Asas pretas que voam O mau c... » | Princesa do Solimões Num afluente do Rio Solimões... » | O NARCISISMO DE UM PENTA A copa do mundo é uma es... » 

quinta-feira, janeiro 17, 2008 

Lorena III

Meiga e doce, sincera é ela
Te amo Lorena, farei tudo por ela.
Te educar é meu sonho,
Te ver bem é a minha alegria.
De tudo farei para te ver em harmonia.

Você é o meu amor, meu consolo
E minha alegria, quando olho em você
Sinto paz e harmonia.

Lorena, meu sonho, encanto sem desencanto,
Pra mim você é paz e muita alegria.

O meu amor é tão grande que em nada cabia,
Amor puro e sincero, viva a vida e sorria,
Lembre sempre de mim como muita alegria,
Nunca faça da vida apenas uma fantasia.

Lorena IV

No meu peito a certeza de te vê crescer,
Teus cabelos aumentam sutilmente a tua beleza,
Vejo a grandeza que é o teu sorriso, você me dá vida,
Esperança, em tuas tranças renasce o desejo da vida.

Filha querida quanto bem você me faz,
Te darei o céu, o sol e o mar.
Tu és tudo que tenho, esteja livre para sonhar.
Sonhar com a vida, com o amor, com a esperança,
És uma criança especial e cheia de amor.

Por ti tudo farei, pegarei em fogo, buscarei no fundo do mar
O mais bonito tesouro encontrarei prá te dar.
Lorena, filha amada, você é o meu prêmio maior,
Alegria divina que brotou no meu lar.

Por ser teu pai sou orgulhoso, consciente e presente
De tudo farei para ti educar, te tornar sábia, querida e amada,
Como a natureza, estrela e o mar.

Quero ser uma obra presente na tua vida,
Semente plantada e colhida.
Por ti tudo farei, darei até minha vida.

Quem é Raifran?

  • I'm Raifran Brandão Araújo
  • From Zé Doca, Ma - Tefé/Am, Brazil
  • A internet é esse fantástico mundo sem fronteiras e me sinto no dever de fazer dela um elo de comunicação entre a sociedade e a informação. Denunciar, criticar, sugerir e tudo que possa valorizar a sociedade e o espaço democrático. “Não podemos deixar que os desmandos das oligarquias políticas continuem tirando dos ribeirinhos o sonho de serem cidadãos". É preciso criar uma ruptura cultural e este espaço valoriza isso”. Sou Idealista, poeta amador, diretor e fundador do Jornal Folha de Tefé, lançado em 25/08/2007 e O Solimões.
Meu Perfil
Powered by Blogger
and Marcelo Braga