« Home | Lorena IIIMeiga e doce, sincera é elaTe amo Lorena... » | Lorena Pequena, singela beleza,Pureza, estrela. Br... » | O natal e a arte de criar A prefeitura municipal ... » | Tefé, cultura, governantes e governados Em meio a... » | Verão tefeense – paraíso ou pára com isso? » | Um olhar Teu olhar tão puro Tão singelo Fez-me en... » | Esta poesia é uma dedicação especial à minha filho... » | TEMPO DE ELEIÇÃO O cenário político brasileiro f... » | ASAS DO ESQUECIMENTO Asas pretas que voam O mau c... » | Princesa do Solimões Num afluente do Rio Solimões... » 

domingo, fevereiro 10, 2008 

Tefé folia: o circo, o palhaço e a platéia

O ano mal começou e já começa a se desenhar o cenário das próximas eleições: muita briga.
A idéia de um prefeito disputar as eleições em outro município por não poder mais disputar a reeleição no mesmo local, deixa evidente como são grandes e benévolas as “tetas” do poder público. Tão largas e fartas que ninguém quer deixar. E isso vai se reproduzindo às margens da abundante bacia amazônica.

Por um lado se percebe a ambição pelo poder; por outro, a incompetência de lideranças que se mostram incapazes de manter distantes os seus vizinhos, normalmente fantasiados de salvadores da pátria.
No cenário tefeense, puxa sacos e oportunistas cercam de todos os lados “os mãos santas”. – Se não sai daqui, sai da li, o importante é estar por perto. - Se não ganho com esse, posso ganhar com aquele. E assim se completa o espetáculo: o circo, os palhaços e a platéia. E quem ficou de palhaço foi o povo, o circo foi a cidade, com a ajuda das rádios, e na platéia, de camarote, os dois prefeitos (Sidônio Gonçalves de Tefé e Adail Pinheiro de Coari), mas eles são prefeitos, nós somos palhaços, ou melhor, somos o povo.

O que mais acontece neste país são pessoas idealistas iguais a você lê muito!"orelha de livro" e acha que é intelectual, nem todas as pessoas pensam como vc critica muito mas não apresenta soluções, acho sim que você é palhaço, e eu como parte do povo não sou nem um pouco palhaço... tente ver também o lado positivo das coisas que vc será uma pessoa menos sarcastica, e terá mais credibilidade no que fala e publica.

leia este comentário


Comentários de uma brasileira na Holanda


Os brasileiros acham que o mundo todo presta; menos o Brasil realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem! Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.
Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne. Em Londres, existe um lugar famosíssimo, que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta. Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podiam ir pra lá dar aulas de "Como conquistar o Cliente".
Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos mais emotivos. Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.
Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc. Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais. Os dados são da Antropos Consulting:
01. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
02. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
03. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
04. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências do mundo, os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
05. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
06. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.
07. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.
08. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
09. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.
10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos. Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?
12. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
13. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
14. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
15. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
16. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?
17. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?
18. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?
19. Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.
É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos. Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente. Bendita seja, querida pátria chamada Brasil.

Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras irá, pelo menos, por alguns momentos, refletir e se orgulhar de ser BRASILEIRO!!!

Está na hora de vestirmos diariamente a camisa verde-amarelo, não de futebol, mas a do nosso coração, de brasileiro LEGÍTIMO!!!!

Olá Raifran;

Fazendo uma rápida pesquisa na web encontrei seu Blog. O seu Artigo intitulado “Tefé Folia – O circo, o palhaço e a platéia”, trás uma divisão de opinião entre dois “leitores”. Um questiona seu texto em afirmar que você só critica. Outro faz uma comparação de uma “democracia maquiada” existente em nosso país.

Na qualidade de Radialista e comentarista (o que me faz um formador de opinião), observei nesse longo período que na sociedade infelizmente existe três verdades.
1:A minha verdade,
2: A verdade do “opositor”
3: A Verdade Verdadeira.

A Pergunta é: QUEM ESTÁ COM A VERDADE?

Infelizmente, o que falta para o CIDADÃO é DISERNIMENTO. Saber analisar e distinguir os fatos são primordiais para escolhermos bons administradores. Pois só assim chegaremos a seguinte conclusão: QUE A VERDADE É UMA SÓ. Precisamos apenas saber de que lado ela está.

Marcos Sabadin
O Autor deste comentário é Locutor e apresentador Profissional.

Olá palhaço ....ou seja Raifran bundão ....esse seu artigozinho não convém, sim acredito e é divertido ver um circo armado mas quando se trata de um circo sem graça fica dificil, e o que fazer, vc critica e está aí e todos sabem que vc é um deles ...já ouviu falar "quer conhecer alguém dê o poder a ele" tanto é que vc está aí pra querer mamar tambem nas tetas da união como vc mesmo falou seu......Mas não foi dessa vez vc quer enganar com esse seu tal senso crítico não é dessa forma ...vc têm que aprender mais Eu posso te dar algumas aulas ....Eu estarei propondo o meu projeto na camara aos meus amigos vereadores e vai ser aprovado aí vc vai ver eu crio projetos pra camara e ninguem sabe disso...o importante é que contribuo para minha cidade e não fico com minha bunda enfiada em uma cadeira só criticando e ainda críticas infundadas falta vc estudar mas veo.....

Porque faz isso? Vc se sente bem, ou porque falta o que fazer? Acho que sua “intelectualidade” é apenas crítica. Qual foi sua escola? Vc só aprendeu a matéria besteirol? Pra que tanta liberdade de expressão, se não a utiliza. Apenas usa esta página para divulgar besteiras infundadas. Que pena que sua “intelectualidade” é tão medíocre que não serve para trazer benefícios, apenas críticas diversas. Isso é uma vergonha para nossa cidade. Vc que já faz parte do circo como sendo o principal palhaço, fazendo parte da atração principal do picadeiro, com um mega-fone na arena querendo mamar nas tetas também, pedindo voto daqui e dali, que pena Raifran! Mas não vai ser desta vez, basta a UEA para lhe aturar, imagina uma cidade inteira? Infelizmente o povo ainda elegeu o mesmo asno para permanecer como atração neste circo que vc descreveu.

Postar um comentário

Quem é Raifran?

  • I'm Raifran Brandão Araújo
  • From Zé Doca, Ma - Tefé/Am, Brazil
  • A internet é esse fantástico mundo sem fronteiras e me sinto no dever de fazer dela um elo de comunicação entre a sociedade e a informação. Denunciar, criticar, sugerir e tudo que possa valorizar a sociedade e o espaço democrático. “Não podemos deixar que os desmandos das oligarquias políticas continuem tirando dos ribeirinhos o sonho de serem cidadãos". É preciso criar uma ruptura cultural e este espaço valoriza isso”. Sou Idealista, poeta amador, diretor e fundador do Jornal Folha de Tefé, lançado em 25/08/2007 e O Solimões.
Meu Perfil
Powered by Blogger
and Marcelo Braga